sexta-feira, 6 de junho de 2008

Novas Crônicas

"Não nos conhecemos bem ainda, disse ela. Era a primeira de muitas desculpas que ele iria escutar.
Pois, pensando bem, se eles se conhecessem 'bem', ela iria dizer como desculpa a frase oposta: 'nos conhecemos bem demais'.
É, é assim que acontece quando você quer mudar algo para melhor, e a outra pessoa não.

Mas, tempo vai e tempo vem, e ele começa a conhecer ela melhor, e se interessar cada vez mais. Não que isso mudasse muita coisa, mas melhorou a relação entre os dois. Um abraço aqui, um carinho ali, e sempre muitas muitas risadas.

Parecia que o tempo passava mais devagar perto dela, ele se sentia mais feliz do que nunca, e ela também parecia muito alegre. Apesar de só se verem aos finais de semana, para ele, aquele fim-de-semana foi um dos, ou talvez o, mais feliz de sua vida. E isso simplesmente por estar com ela, por rir com ela e ver aquele sorriso estampado em sua face. Diziam muito 'eu te adoro', se chingavam e se zoavam, tudo na brincadeira. Era tudo flores.

Ela até deu um belo presente de aniversário para ele! E foi nesses dias que ele tomou a decisão que, no futuro, ele saberia que foi uma das piores que já tomou. Decidiu pedir ela em namoro.
Até então seria a primeira vez que ele pediria alguém em namoro. Não gostava de ficar, e já recusou alguns pedidos de compromisso, por ser um 'bobo apaixonado', desses que ainda acredita no amor.

Ele foi criando coragem e, já na primeira oportunidade que teve, pediu a mão dela em namoro. Ela ficou surpresa é claro, nos dias de hoje as pessoas têm medo de namorar, e acham que têm que 'ficar' antes. Mas ela disse que iria pensar, e que responderia em uma semana. 'Não doeu', pensou ele. E saiu todo feliz, sorridente, tendo a quase-certeza de que finalmente acharia seu amor, já que ela, que em poucos meses se tornara sua melhor amiga, significava muito pra ele, e ele achava que era recíproco.

Foi aí que tudo desmoronou. E ele não sabia que nunca mais veria a pessoa que mais amou na vida até então. Dia vai dia vem, ele continua a declarar seu amor por ela, mas sem implicar pressão sobre sua decisão. Porém, se passa a tal 'semana' e nada de ela responder.

Ele fica ansioso e pede para ela pensar logo. Era isso que ela queria. Pois se ele não pressionasse, ela não responderia. E como ele pressionou, ela arranjou a desculpa perfeita: 'você não esperou, me pressionou, pediu a resposta logo, e a resposta é não'.

Finalmente ele percebeu. Que o que ela sentia por ele não era o que ele sentia por ela. O que ele merecia. Ou talvez ela tenha mudado de idéia. Ou estava 'brincando' com os sentimentos dele. Mas essa última hipótese é improvável.

Ele não se contentou, e ela continuou com suas desculpas, uma atrás da outra. Até ele explodir. E é aceitável a reação dele, assim como a dela. Ele não aguentava mais ser menosprezado, sofrer na vida. Achar que está tudo certo e dar tudo errado. E ela se stressou com ele, e acabou cortando de vez a amizade.

Finalmente, tudo acabou, ela ficou 'normal'. A vida continua, dizem pessoas como ela. Outra desculpa, essa para justificar o pouco-caso feito com coisas como o sentimento de uma pessoa que a amava.

Pergunta-se: e os 'eu te adoro', o presente dela (que ele nunca pode retribuir), as risadas... Aonde foi parar tudo isso?

Ele continuou tentando falar com ela, e ela deu a ele a pior coisa que se pode dar. E não falo de ódio. Esquecimento, Ignorância. Atitudes imaturas de ambos os lados levaram a isso. Mas a diferença é que ele nunca vai se perdoar por ter feito ela se entristecer (mesmo que um pouco). Já ela nem liga pra ele, não dá a mínima e tudo isso que aconteceu entre eles não vale mais nada.

Essa, acho eu, é a diferença entre magoar o outro ou não.

Não vou dizer que ela ou ele está errado ou não. No ponto de vista de cada um, o outro está errado. Mas ele perdoou ela, e deseja toda a felicidade do mundo. Ela nem quer falar mais com ele, e faz questão de mostrar seu desprezo.

E essa, acho eu, é a diferença entre uma pessoa boa ou não.

Não que ela seja má.
As coisas acontecem, é a vida, e ele sabe disso.

Pode ter sido que ele foi grosso como ela disse, ou que superestimou o carinho que ela dava. Ou que ela realmente se importava, e essas 'desculpas' eram verdades. Nunca se sabe. E, estamos vendo o lado dele. Ela nunca chegou a dizer o que achava disso tudo.


Mas como digo, há diferenças...

Enquanto ela praticamente nem lembra (e não quer lembrar) do ocorrido, ele ainda a considera o maior amor de sua vida."


by me

22 comentários:

Thyeska disse...

hahá (6)
priimeirinha ♥

Ti, noo começo,
me identifiquei IUAHAIUHAU

;D


-

escreve mt bem,
pára com isso !
passa esse dom pra mim?



Te Amo ♥

beijão ;*

Camilla disse...

Sabe que é muito real este post?
Eu passo por um situação bem parecida...

Carolina disse...

Noss corajoso vocÊ d contar essa história ;)...assim pra todo mundo saka!
Mas é todo mundo sofre por amor
*tenso >.<
ahh vida... =P
bejo japa

M.B.R.M. disse...

Caro Samurai, cheguei até seu blog através do blog da Gio que trava uma "batalha" para conhecer a Pitty. Tento ajudar da manira que posso. Mas o que quero comentar é sua escrita. Adoro crônicas. Leio agora o livro Crônicas - volume um escrito por Bob Dylan. Ele é um ótimo escritor, quem conhece a música dele sabe e confirma quando lê seus livros (que é mais de um). Comparei a sua narrativa a dele. Não as situações (devaneio ou realidade), mas a forma detalhista de escrever. Essa é uma qualidade que o insentivo a exercitar cada vez mais, pois ela aprimora-se com a prática. Parabéns (acho que vou linkar seu blog ao meu, é claro se você permitir). Tenho dois blogs: um em homenagem a Dylan e outro mais pessoal, onde desabafo e revelo-me (quase completamente). Visite-me!

M.B.R.M. disse...

Ah! Desculpa, não sou anônima!

Anônimo disse...

nossa o.o
você realmente escreveu tudo sobre o que se passou em 2007. E muito bem, por sinal. Parabéns!

Não precisa por os direitos autorais. Quando colocamos uma história assim em um blog sem saber o ponto de vista oposto, querendo ou não (e eu acho que não foi sua intenção), um vira a vítima e o outro o vilão.

Acho que se você quiser falar sobre isso... Tem que ser no MSN.
Tá certo que você não está no meu, mas assim que der, eu te adiciono de novo.

E eu gostei da crônica :) mesmo... não falo isso pra agradar ou qualquer coisa do tipo.

abraços,
Júlia

Anônimo disse...

não lembro mais do seu e-mail
o_o

só lembro que não deve ter nada a ver com o seu nome >_<

Anônimo disse...

já achei, já achei.

:P

T disse...

adoro ver a versão masculina das coisas! hahaha
fica beeem ;*

Babi Paiva disse...

Nossa, Ti... É uma história meio triste, mas bonita. Poética, melhor dizendo.
Além do mais, você escreve tão bem! Adoro seu blog.
Bem.. Quanto à história, depois comento com você. [ ;

te adoro s2
beijos

Celeste Garcia disse...

É, Torigoe. Amor é deveras complicado...

disse...

eawww TI!
huahauaa...

bjaaao

Suhh disse...

Obrigada pela visita!
Gostei muito de seus textos
parabéns :)

Krika disse...

Oh meu Deus, um concorrente! (rs).
Bom, você sabe que a crônica é um texto narrado em 3ª pessoa, que relata fatos do cotidiano. Pois bem, a pergunta que não quer calar: o narrador contou sua história em forma de crônica para não se expor? haha ... Ou seja, isso aconteceu com vocÊ amigo?

Adooorei sua crônica! tem futuro hein :P

Beijoooo! ;)

- BiAaaAah* disse...

Adorei a crônica... amor e ódio andam lado a lado!

Anônimo disse...

É, é a vida! Infelizmente, um pouco dura, e algumas vezes cruel com um pobre coração apaixonado.

Esse texto foi bem incentivador ao dia dos namorados neh?
UAHuHAuHAuHAUHA

O caso é que eu consigo entender o lado dos dois. Como você mesmo disse, os dois erraram. Mas podemos perceber que era necessário apenas sinceridade e comunicação. Por isso nós naum devemos deixar de falar quando necessário.

Adoro seu blog!

Beijinhooos ;*

Stanley Marques disse...

Que belo texto. Bem escrito, interessante e intrigante. Excelente. Muito bom mesmo. Aguardo novos posts.



http://www.antologiaracional.com/
parceria?

§ol apena§ §ol disse...

AmoO cronica, pena que parei de escrever , a correria me impediu...


Continue assim, essa história é bem moderna , criativa...
Boa sorte...



E, origado pela vista no meu blog


Se cuidah....

Bruna disse...

Japa...
vc tem o dom da palavra..
vdd meu..

agora...tratando do assunto:
realmente, td q tem a ver com sentimentos eh dificil demais de ser compreendido...
e decepçoes, desilusoes...ahhhh, q atire a primeira pedra qm nunca teve, rs

eh dificil, numa historia cmo a sua dizer qm errou...qm foi mau...
afinal, depende mto do pto de vista
=/

sabe...isso de começar com uma amizade...dpois tentar um relacionamento, aconteceu mtas vezes comigo...e te digo, nao dava certo [ateh ano passado ><']
as vezes as pessoas n amadurecem o suficiente pra entender e aprender q independente do q aconteça, a amizade tem q prevalecer..
mas qse ngm sabe separar as coisas..
mtos dizem q eh pra evitar maiores conflitos...
eu discordo..
pq...vc dexar de falar com algm assim...ignorar... magoa mto mto mto mais!

maaas...faz parte
e eh ae q a gente aprende e amadurece mais e mais..
pra n repitir os msmos erros

ahh...e eu sei q desanima...e faz com q desacreditemos de mta coisa...principalmente das pessoas...

mas sabe...msmo q vc duvide qndo digo...
um dia aparece sim akele algm especial...q te corresponde e te faz bem e feliz..

eu tbm n acreditava q pudesse encontrar um dia...mas encontrei..
no começo sempre eh mto dificil acreditar
maaas...com o tempo..td muda

aiai

falei deeeeemais..meu Deus
masss tbm fazia tempo q n vinha aki..entao..estava em divida..ahaua
teh me identifikei com o comecinho do teu texto...ahua
ainda n nos conhecemos direito..ahaua

eeeenfim...
eh isso Japito!
te cuida qridooo..

bjaooo
te adoro..
msmo sendo doidinha assim

><'

Bia :) disse...

HAHAHA, depois eu sou a POP né amor?
olha quantos comentários!
Quantas pessoas admirando o seu modo de ver as coisas e, principalmente como você escreve!
Não fica feliz com isso?

Bom, efim, falando de outra coisa...
O TEXTO ESTÁ MUUUITO BOM, adorei, de verdade!

e pensa no que falei no começo, muita gente se importando com você.. =)

Beijos Tiih, adoro você, espero que saiba!

Mary West disse...

Tem coisas que naum dá p/ insistir mesmo, naum adianta, as vezes por mais que exista o sacrificio por parte de um, o outro pode naum estar se lixando.

mayrlla kathyuska disse...

carambaaa Tiii, essa crônicaa tá lindaa, linda mesmoo.
e se realmente for observada, pode ser percebida que isso não é mentira de forma alguma, isso realmente acontece com muitaa gente.
tem aquelas pessoas, raras, que ainda pensam em namoro, que querem algo sério mesmo, e que pa isso procuram primeiro a amizade, e isso realmente é muito raro nos dias de hoje, que como voc~e disse, o povo pensa muito em ficaar.
mas acho loindo isso, primeiro uma amizade, e depois aos poucos acontece, como foi assim, só que deu certo no final, eu tô com o meu amigoo. =]



Tiii, te adorooo bem muitããooo. ♥