sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

A sua luta

"Às vezes dava vontade de chorar.
Às vezes precisava jogar tudo pro alto e ligar o "Foda-se"...
Às vezes a dor era insuportável.

Mas mesmo assim, ele sempre e sempre continuava de pé.

A vida, e nós mesmos, são os fatores que dão os golpes mais "duros" em nós mesmos.
Porém, pertinentemente ele continuava...de pé, e cabeça erguida.

Pois ele sabia, tinha a consciência de que por pior que esteja, sempre há alguém mil vezes mais ferrado.
Então como poderia abaixar a cabeça?
Com pessoas deficientes, pessoas pobres, pessoas com famílias ruins, pessoas drogadas...
Pessoas que vivem problemas inimaginávelmente maiores, mas ainda estão aí, de pé.

E o pior: ele odiava esse moralismo "bonzinho" que havia dentro dele.
Mas era o que o impedia de cair.

Pois, perto dessas pessoas, seus problemas pareciam uma gota no oceano.
E ele se lembrava de que era apenas mais uma pessoa lutando com a vida...
E que não seria a luta mais fácil nem a mais difícil, nem a primeira e muito menos a última.

Mas seria a SUA luta."

by me

4 comentários:

Camilla disse...

Eu to assim hoje.
Alguém quebrou meu coração e eu to querendo ligar o foda-se.

Beijos

deborahband disse...

uau! esse texto foi otimo pra mim agora.. acabei de me ferrar no war! huahua
ok, to de boa.
Somos brasileiros e nao desistimos nunca! xD
Beijos amigo!

laura marques disse...

eu amei esse texto, tudo o que voce falou é verdae *--* me fez pensar muito ! :*

Mary West disse...

Ahhh virar zumbi. É minha meta de 2009.